Em Fevereiro sai a nova edição da Revista Plaza, e o Plaza Blog irá postar várias informações complementares e segredos de bastidores para vocês!

Aproveite este espaço para comentar, interagir e dar sugestões para a próxima Revista Plaza!

Hoje, Segredos da Produção de Moda com Daniella Bonane e Daniel Martins.

Daniella Bonani e Daniel Martins são os responsáveis pela realização das reportagens de moda que você viu na REVISTA PLAZA. Ela é stylist, ele, produtor. Ambos com formação na Faculdade Santa Marcelina, uma das mais prestigiadas escolas de moda do país.

Batemos um papo com a Dani para você ter idéia de como é desenvolvido esse trabalho que exige dos profissionais muita informação, pesquisa e seleção de centenas e centenas de peças.

P. Como é escolhida a moda que aparece na revista?

Dani Bonani. Nós visitamos as lojas do Shopping e escolhemos as peças que melhor atendem a pauta, previamente aprovada. Essas peças são então encaminhadas ao acervo de moda – nosso quartel general durante 1 mês de trabalho.

P. Quantas lojas são visitadas a cada edição?

Dani Bonani.  Nesta última edição visitamos 110 lojas.

P. Quantas peças chegam a estar acumuladas no acervo?

Dani Bonani. São acumuladas no acervo cerca de 400 peças, contando roupas e  acessórios.

P.Vocês não se perdem diante de tantas araras, caixas de sapatos e bijuterias?

Dani Bonani.  Temos know-how no assunto, mas é preciso realmente MUITA organização para o trabalho fluir.

P. Como são montados os looks de moda?

Dani Bonani.  Os looks são montados de acordo com as exigências das pautas e do layout de cada matéria. Procuramos selecionar uma peça de cada loja (para que todo o trade esteja representado), aquela que melhor se encaixa na reportagem. Depois elegemos os complementos ideais para cada produção. É praticamente um jogo de quebra-cabeça, onde os looks traduzem diferentes estilos.

P. O que é ter estilo?

Dani Bonani.  Estilo é saber usar um look, fazer uma produção de acordo como seu tipo físico, a ocasião a que se destina e, claro, o gosto pessoal. Nem sempre o que está na moda funciona igualmente para todas as pessoas. O ponto de partida é conhecer muito bem o próprio corpo.

P. Qual a importância dos acessórios na produção?

Dani Bonani.  Cada vez mais as pessoas estão aderindo à “cultura” que envolve o mundo dos acessórios. Elas sabem a importância de escolher acertadamente sapatos, brincos, cintos e bolsas, já que essas peças podem tanto valorizar como derrubar um look. Acessório é fundamental para dar personalidade à produção. O Shopping dispõe de grande variedade em matéria de acessórios. Há opções para todos os estilos.

P. Você, com seu olhar treinado para o que tem estilo e refinamento, poderia dar algumas dicas para o trabalho e o fim de semana?

Dani Bonani.  Em relação ao trabalho, tudo depende da atividade de cada um. O importante é saber passar a mensagem certa no ambiente. Quem exerce profissão mais formal (direito, marketing, educação, atendimento ao público, por exemplo) deve optar pela discrição. O visual não admite extravagâncias.
Blazers, saias (sempre na altura dos joelhos), calças de alfaiataria, terninho de microfibra (não amassa!), vestidos tubo, cardigãs, coletes, tailleur e camisas e blusas  são as roupas mais adequadas.
Vale investir em bjoux de qualidade, um relógio poderoso, sapatos confortáveis, mas de design interessante, bolsa de cor neutra para evitar a troca diária e uma pasta de couro para durar anos. E malhas avulsas para enfrentar o ar condicionado.
Procure não chamar a atenção para o seu corpo. Decotes, transparências, estampas muito chamativas, roupas justas, barriga de fora, maquiagem pesada devem ser evitados. A palavra “sexy” e trabalho não combinam.
Quem trabalha num ambiente mais informal (agência de propaganda, produção de vídeo, design, redação) pode dar às suas produções um ar mais criativo, livre de formalidades . Mesmo assim é preciso tomar alguns cuidados para não cair na vulgaridade ou no desleixo. Evite short, bermuda esportiva, barriga de fora, roupa justa ou decotada demais, look de esportista (a menos que você trabalhe em uma academia), sandálias rasteirinhas, lingerie aparente. Os jeans podem ser grandes aliados, alternados a calças de sarja ou de microfibra. As camisas de tecido, lembre-se, são grandes curingas. A mesma camisa branca do dia-a-dia pode tornar-se uma ”outra” peça no final de semana: basta investir em acessórios arrojados, por exemplo, sandálias coloridas, sacola criativa ou uma bijou arrojada. Modificar o visual e ousar (com critério, sempre) é uma maneira de descontrair e recomeçar a semana no maior pique.