Meu primeiro sutiã.
O sutiã — palavra que vem do francês soutien gorge (“sustentador de seio”) — tem quase 2 mil anos. Mosaicos romanos já mostram mulheres usando uma faixa de tecido sobre os seios chamada strophium. No final do século 19 apareceram, sobretudo nos Estados Unidos e na França, vários desenhos de sustentadores de seios. Mas ninguém se empolgava até que, em 1913, a socialite americana Mary Phelps Jacob emplacou um modelo feito com lenços de seda amarrados por faixas. Um ano depois, patenteou a peça, oficializando seu status de inventora do produto.

Calcinha para evitar a tuberculose.

Quem inventou a calcinha foi um tal de Dr. Tilt, em 1859. Ele era um ginecologista inglês e começou a recomendar às suas pacientes que usassem calções por baixo dos vestidos para, supostamente, prevenir a tuberculose.

 

Meia-calça era coisa de homem!
A meia-calça surgiu na Mesopotâmia há 2.200 anos, para proteger soldados do frio e facilitar a montaria. Hoje, modelam as pernas femininas, disfarçando imperfeições como manchas e varizes. Em tempo: 9 km de fios usados para fazer meias-calças pesam apenas 40 gramas!

 

E Bermuda era coisa de mulher!
A bermuda foi batizada com o nome de sua terra natal, localizada no Caribe. Ela surgiu entre os anos 30 e 40 como forma de driblar as leis locais, que impedia as mulheres de mostrar as pernas.

Gostaram? Então Hasta la vista baby!