Chocolate dá espinha? Vicia? Causa enxaqueca?

Saiba o que é verdade e o que não passa de mito a respeito dessa delícia difícil de resistir.

Bolo Trufa 0% de açúcar - Amor aos Pedaços

Chocolate dá espinhas

Mito. Não há nenhum estudo científico que comprove a relação entre o consumo de chocolate e o surgimento de espinhas. O problema está mais relacionado com fatores genéticos e desequilíbrios hormonais.

Chocolate dá enxaqueca

Mito. A dor de cabeça e a ingestão de chocolate, como fatores isolados, não estão relacionadas. Mas a feniletilamina e a cafeína da sua composição  podem provocar enxaqueca em pessoas sensíveis.

Chocolate faz bem à saúde

Verdade. Estudos demonstram que os antioxidantes presentes no chocolate combatem os radicais livres, retardando o envelhecimento, e ajudam a diminuir os níveis de LDL (o mau colesterol) no sangue. Além disso contém vitaminas A, B, C, D e E, cálcio e sais minerais como o ferro e o fósforo. Mesmo com tantos beneficios seu consumo deve ser moderado.

Chocolate vicia

Mito. O chocolate não contém nenhuma substância que provoque diretamente o vício. A satisfação pessoal que o alimento causa é que pode causar certa dependência.

Chocolate alivia o stress e a TPM

Verdade. Ao liberar a serotonina, substância considerada o “hormônio da felicidade” o chocolate estimula sensações de prazer, bem-estar que diminuem o stress e os sintomas da TPM. Além disso, a quantidade concentrada de açúcar aumenta a energia e diminui o cansaço.

Chocolate amargo é mais saudável

Verdade. Os chocolates amargo e meio amargo são os mais saudáveis. Na verdade, quanto mais amargo, melhor, devido à concentração de flavonóides. Alguns estudos dizem até que o consumo de 30g – o equivalente a um tablete meio amargo, com 70% de cacau – pode reduzir os níveis de pressão arterial. Já os chocolate ao leite e o chocolate branco são os menos recomendados devido às gorduras saturadas

Chocolate diet não engorda

Mito. Para compensar a falta do açúcar, o chocolate diet possui quantidade de gordura superior à do chocolate tradicional, podendo ser até mais calórico. A versão diet do chocolate é indicada apenas para diabéticos. Portanto, não adianta trocar o chocolate normal pelo diet na intenção de perder peso. O ideal é consumir com moderação.